Para maiores informações, CLIQUE AQUI

 

A nova Equipe Editorial da Revista Ambiente & Educação (PPGEA/FURG) tem a alegria de publicar um novo número (vol. 20, n.1, 2015) e dar continuidade ao seu trabalho, buscando a qualificação do periódico e do debate no campo da Educação Ambiental. Esse novo número pode ser acessado através do link:

https://www.seer.furg.br/ambeduc/issue/view/509/showToc

Esperamos e desejamos para todas/os uma excelente leitura desse novo número da Ambiente & Educação.

Caros leitores,

A revista REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado de Educação Ambiental
acaba de publicar seu último número, Ed. Especial: Da Leveza do ser à
maciça teoria na defesa da vida.
Disponível em https://www.seer.furg.br/remea.

Buscando construir novos horizontes, convidamos os diferentes olhares,
saberes e sentimentos, para integrar o presente número com a presença de
pesquisadores que se aventuram em diferentes territórios (no Brasil e no
exterior), no sentido de indicar o inédito viável em suas narrativas da
Educação Ambiental.

Convidamos a navegar no sumário da revista para acessar os artigos e outros
itens de seu interesse.

O Acadêmico do PPGEA (Educação Ambiental), SAMUEL AUTRAN DOURADO E SOUZA, doutorando de nosso programa junto com sua orientadora Dione Kitzmann realizaram a inscrição no "Prêmio Pesquisador Gaúcho é uma realização da Fapergs, vinculada àSecretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, que visa reconhecer o trabalho do pesquisador nas mais diversas áreas do conhecimento e a importância do investimento em Pesquisa, Ciência, Tecnologia e Inovação para alavancar o desenvolvimento do Rio Grande do Sul (ver sitio: http://www.premiopesquisadorgaucho.rs.gov.br/).

"Memorial Descritivo - SAMUEL AUTRAN DOURADO E SOUZA Em abril de 2016, ingresso no Doutorado em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande (PGGEA/FURG) buscando compreender quais são as principais dificuldades confrontadas durante o processo de transferência de tecnologia em Saneamento com base na compostagem. O projeto de tese é intitulado A contribuição da Educação Ambiental para o processo de transição de uma gestão passiva para uma gestão ativa em Saneamento Sustentável, e tem a orientação da Profª Drª Dione Iara Silveira Kitzmann. A busca é por identificar e validar no campo ferramentas e metodologias que contribuam para uma melhor abordagem e conseguinte apropriação da tecnologia pelas comunidades, visando a sua replicação em diferentes espaços. Cinco são os países integrando esta pesquisa-ação: - o vilarejo de Papoga, distrito de Zombo, África Oriental, em Uganda; - a comunidade de Tipitapa em Managuá, na Nicarágua; - a comunidade de Bubanza, em Bujumbura, no Burundi; - a comunidade de Kwale, em Mombassa, no Quênia e o bairro Jardim Gramaxo, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. A viabilização desta iniciativa é fruto de parceria com duas organizações não-governamentais dos Estados Unidos (International Medical Outreach e Givelove), uma da Nicarágua (Sweet Progress), uma do Burundi (Communities of Hope), uma do Brasil (Teto) e uma da Holanda (Verkaart). A escolha em investigar a contribuição da Educação Ambiental no processo de Mobilização Social e Transferência de Tecnologia em Saneamento Sustentável como tema de pesquisa advém de uma atenta observação às maiores dificuldades confrontadas em minha trajetória de trabalho até aqui. Entre os anos de 2008 e 2011, durante a graduação em Oceanografia na Universidade Federal do Paraná (UFPR), estive ativamente envolvido no Programa de Extensão Universitária intitulado “Alternativas de Saneamento para Vila da Ilha das Peças”, localizada na baía de Paranaguá/PR. Ao longo de quase cinco anos, estabelecemos a coleta seletiva na ilha, instalamos sete sistemas wetland para o tratamento de esgoto doméstico, um sistema de potabilização para água da chuva captada no telhado da escola local e mais três cisternas em ferrocimento (um tipo de reservatório de custo acessível e eficiente para armazenar a água da chuva). O objetivo destas ações, realizadas pelo Laboratório Socioambiental do Centro de Estudos do Mar (CEM/UFPR), era o de montar um modelo integrado de saneamento alternativo, adequado técnica e socialmente às condições das comunidades rurais isoladas, que pudesse ser replicável pelas mesmas e cuja eficácia fosse validada pela autoridade sanitária estadual, de forma que esta pudesse promover sua ampla implantação. Paralelamente, fui diretor-presidente da Maris Empresa Júnior de Oceanografia, onde, dentre outros projetos, destaco a implantação de um sistema de gestão para os resíduos orgânicos do Restaurante Universitário (Projeto Criando Terra) e a construção de uma sede reunindo diferentes técnicas construtivas de baixo impacto, captação e armazenamento da água de chuva e um sanitário-seco do tipo compostável. Entre os anos de 2012 e 2014, cursei o mestrado de Práticas em Desenvolvimento Sustentável na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). O objetivo do projeto foi implementar um sistema de saneamento decentralizado com base na compostagem a partir de um estudo de caso em Mekelle, no estado de Tigrai, norte da Etiópia. A relevância do trabalho se deu no reconhecimento de uma tecnologia potencial ao enfrentamento da crise sanitária em Mekelle e no estabelecimento de um documento útil à implementação de novas experiências práticas em saneamento com base na compostagem. Creio que só se transforma pela ação, por dar o melhor de si e ser exemplo. Os conselhos podem até convencer, mas os exemplos arrastam. A sustentabilidade e a harmonia evidenciam a caminhada".

A Revista Ambiente e Educação, publica o Volume 19, n.2 (2014), concluindo assim uma primeira etapa na atualização de nossa revista que se completará em breve, setembro/outubro com o lançamento das edições 2015 (1) e 2015 (2). Salientamos que encontram-se aberto editais para duas (2) edições de 2016. 

Para acessar a revista e editais:https://www.seer.furg.br/ambeduc/issue/view/505

Inscrição para seleção de aluno especial online dias 01 e 02/08 no site www.siposg.furg.br 

  

Para maiores informações exclusivamente no edital

Teórico em linguística Noam Chomsky é tema de roda de conversa em 4 agosto

A partir de agosto o Núcleo de Estudos em Língua Portuguesa (Nelp) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) iniciará um Ciclo de Debates voltado para a língua portuguesa. A primeira atividade será uma roda de conversa sobre o teórico Noam Chomsky, no dia 4. A atividade ocorrerá em dois horários, às 14h e às 17h, no miniauditório do Instituto de Letras e Artes (ILA).

A atividade foi escolhida, pois, dentro da cadeira de Linguística II ofertada no 2º semestre, Chosmky é um dos teóricos abordados. Poderão participar graduandos dos cursos de Letras, acadêmicos com especialização em Linguística e Ensino da Língua Portuguesa, assim como a comunidade universitária e o público em geral. 

A inscrição pode ser realizada através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Os interessados devem enviar nome completo, CPF, horário pretendido para assistir. Os acadêmicos devem, ainda, enviar a faculdade que cursam; já a comunidade em geral deve encaminhar a profissão.

As datas podem ser visualizadas no Calendário Letivo, que está permanentemente disponível na página do PPGEA.

O edital será publicado de acordo com as datas do Calendário Letivo, diretamente no SIPOSG (mestrado / doutorado), que é a página oficial da FURG para seleções para pós graduação (ou seja, o edital não será publicado nesta página).  

 

INFORMAÇÕES EXCLUSIVAMENTE NO EDITAL (inclusive quais disciplinas e número de vagas oferecidas)

Se desejar, confira no SIPOSG os editais anteriores (01/2016).

Organização: Profa. Dra. Elenita Malta Pereira (UNICENTRO)

Nos anos 1960-70, com os debates sobre a crise ambiental em âmbito planetário, o meio ambiente tornou-se problemática de interesse da esfera pública. No Brasil, a atuação dos movimentos ambientalistas, em meio à ditadura militar, trouxe maior visibilidade ao tema. As discussões levaram também ao surgimento da história ambiental e da educação ambiental como campos de pesquisa que vem se destacando nas últimas décadas. Nas aulas de História, não é mais possível ignorar as interações humanos-natureza como um dos fatores a serem levados em conta na interpretação dos eventos do passado. 

Nesse sentido, a proposta do presente dossiê é tratar como o meio ambiente tem marcado presença no ensino de história (em seus diferentes níveis). São bem-vindos artigos que abordem como as interações entre seres humanos e natureza podem ser objeto do ensino de história, na forma de discussões teóricas e epistemológicas; proposições de conteúdos de ensino; relatos de experiências de ensino; problematizações a respeito de conceitos sobre o tema na esfera do ensino; estudos de práticas educativo-ambientais nas aulas de História; análise das interações possíveis entre ensino de História e história ambiental e/ou educação ambiental.

Os textos serão aceitos até o dia 09 de janeiro de 2017, pelo site da Revista do LHISTEhttp://seer.ufrgs.br/revistadolhiste.

Obs.: indicar DT Meio Ambiente na aula de História (MAH) na submissão.

La Red Nacional de Educación Ambiental para el Desarrollo Humano Sustentable (RENEA), el Área de Educación Ambiental de la Dirección de Educación del MEC y el  Gobierno de Canelones tienen el agrado de invitarlos al 6º Encuentro nacional Y 1º RONDA LATINOAMERICANA de educación ambiental PARA EL DESARROLLO HUMANO SUSTENTABLe  “RENEA +10: Educación ambiental desde la reflexión crítica a la co-gestión territorial ”, a realizarse del 22 al 24 de setiembre en el Parque Artigas de la ciudad de Las Piedras.

Se encuentran abiertas las inscripciones online al encuentro en la web de la Red www.reduambiental.edu.uy

Por consultas, dirigirse al mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. o al tel 29150103/int 1603 en el horario de 10 a 18 h. Las mismas serán recepcionadas hasta el viernes 16 de setiembre a las 17h.

FECHAS IMPORTANTES

·      Fecha límite de inscripciones en calidad de expositor y postulación de trabajos (online): 24 de junio al 15 de agosto

·      Fecha límite de inscripciones en calidad de asistente (online): 11 de setiembre

·      Fallo de trabajos aprobados: 26 de agosto.

·      Fecha de realización del encuentro: 22 al 24 de setiembre de 2016. Las Piedras-Canelones

Agradecemos su difusión y convocatoria entre sus organizaciones y organismos.

Saludos cordiales,

ÁREA DE EDUCACIÓN AMBIENTAL Y

RED NACIONAL DE EDUCACIÓN AMBIENTAL

PARA EL DESARROLLO HUMANO SUSTENTABLE

Dirección de Educación

MINISTERIO DE EDUCACIÓN Y CULTURA

Reconquista 535, Montevideo

Tel: (00598 )2915 0103/ int 1603

www.reduambiental.edu.uy

 

http://www.universidad.edu.uy/prensa/renderItem/itemId/39104/refererPageId/12

 

Charla abierta sobre educación ambiental y presentación del curso de posgrado

El martes 28 a las 9 horas Carlos Machado, profesor de la Universidad Federal de Rio Grande (FURG), de Brasil, dará una charla abierta sobre educación ambiental en la Facultad de Veterinaria. A las 14 horas se presentará el curso de posgrado de Educación Ambiental en el Medio Rural, que contará con la presencia de Machado.

En la presentación del posgrado se presentarán los contenidos del curso: Ecología Política y Educación; Conflictos Ambientales en Brasil; Uruguay y América Latina; Justicia y Desigualdad Ambiental; Desarrollo Sustentable; Educación Ambiental en Brasil y Uruguay; Educación Ambiental para la Justicia Ambiental y Educación Rural; y Educación Ambiental en Uruguay y Brasil. 

El curso será dictado del 19 de agosto al 2 de setiembre en horario a confirmar. 

Organiza la Maestría en Educación y Extensión Rural del Departamento de Educación Veterinaria. 

Ambas charlas se realizarán en el salón de actos de la Facultad de Veterinaria (Alberto Lasplaces 1550 1620). 

Publicado el viernes 17 de junio de 2016

Comunicamos que estão publicados os Editais de Seleção Indígena 02/2016,

MESTRADO - CLIQUE AQUI e DOUTORADO - CLIQUE AQUI

 

Inscrições ONLINE no link acima, abertas no período de 27/06 a 13/07.

Informações sobre a seleção exclusivamente nos Editais e nas demais publicações no mesmo link.

 

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio Grande - FURG, diante da crise política, econômica e social por que passa a sociedade brasileira, torna pública sua mais profunda preocupação em relação ao futuro do País e da Educação. A Universidade, nos últimos 12 anos, sofreu um processo de transformação que teve como resultado uma melhora qualitativa em todos os aspectos, seja na dimensão acadêmica – com aumento substancial na oferta de cursos de Graduação e de Pós-Graduação-, seja na dimensão integradora com suas comunidades, através do ingresso de vários setores sociais antes excluídos do acesso à Universidade – negros, negras, quilombolas, indígenas; aumento do número de alunos assistidos com os programas institucionais, bem como o ingresso de centenas de novos servidores públicos – técnicos e docentes.

Inquestionável foi essa mudança qualitativa e quantitativa, resultante de um programa político e econômico que priorizou o desenvolvimento social do conjunto da sociedade brasileira e afirmou o republicanismo como eixo norteador e organizador do Estado Brasileiro, materializado e preconizado na Constituição Federal de 1988.

Diante dos acontecimentos nos últimos meses de ordem jurídica e de interesses político-partidários, que configuram desrespeito aos direitos individuais, políticos e sociais, colocando em questão o Estado Democrático de Direito, esta Universidade afirma: a laicidade do Estado; a liberdade da ciência; a autonomia universitária; o exercício do direito à livre expressão, independente de posição político-ideológica; a gratuidade do ensino público e a manutenção do desenvolvimento qualificado das Instituições Federais de Ensino Superior – Ifes.

O Conselho Universitário da FURG reafirma a necessidade de que toda e qualquer denúncia de corrupção deva ser apurada de forma rigorosa, buscando-se os responsáveis para imputar-lhes as penalidades previstas em lei. Entretanto, essa apuração deve ter por parâmetros e guias os marcos da Constituição da República Federativa do Brasil.

Finalmente, manifesta sua preocupação com a manutenção e desenvolvimento da jovem Democracia brasileira. Neste sentido, o Consun-FURG coloca-se em defesa da preservação do direito de debates e discussões políticas, da DEMOCRACIA E DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.

(Nota aprovada pelo Conselho Universitário em reunião de 10/6/2016)

 

Conferência e Debate:

O Sistema Educativo Chileno: Complexidades e Desafios

Eduardo Antonio Quiñones Quiñones - Licenciado em educação e professor da educação básica; mestre em Política e Gestão Educativa; Coordenador de Planos de Melhoria Educativa (Cidade de Pencahue. Região do Maule/Chile) e -Professor Associado do Instituto Latinoamericano de Altos Estudios Sociales (ILAES, Santiago, Chile).

 

Data: 23 de junho de 2016

 Hora: 17 horas

Local: Auditório 4115 - Pav. 4 - Campus Carreiros/FURG

 

Organização: PPGEA/Comissão Organizadora EDEA

 

Apoio:

Instituto de Educação/FURG

Pós-Graduação em Educação

 Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da vida e Saúde

Inscrições para o 8º Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental estão abertas

 

Iniciaram as inscrições para o 8º Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental (Edea). O evento é realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande (PPGEA/FURG) e ocorrerá no período de 24 a 26 de outubro. As inscrições são realizadas pelo site http://www.sinsc.furg.br/. Para apresentação de trabalhos o prazo encerra em 1º de julho e para ouvintes em 1º de outubro. 

 

Com o tema “Em busca do lugar da Educação Ambiental: A teorização da prática e a praticabilidade da teoria”, o Edea tem como objetivo problematizar o lugar do educador ambiental na contemporaneidade. A dinâmica do evento está composta pelos seguintes espaços: três painéis de colaboração teórico/prática, que deverão contribuir para o amadurecimento das reflexões entorno da Educação Ambiental; eixos temáticos, nos quais os participantes poderão dialogar sobre as práticas e teorias que se constituem no cotidiano das questões ambientais e das práticas educativas; e uma mesa redonda com os movimentos sociais.

 

Mais informações estão disponíveis no site http://edeafurg2016.wix.com/2016. Dúvidas devem ser esclarecidas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

A transversalidade da Educação Ambiental no currículo da Geografia na Educação Básica: aprendizagens potencializadas a partir de uma pesquisa-formação

 

BANCA EXAMINADORA:

Profª. Drª. Claudia da Silva Cousin (Orientadora – PPGEA/FURG)

Profª. Drª. Maria do Carmo Galiazzi (PPGEA/FURG)

Profª. Drª. Vânia Alves Martins Chaigar (FURG)

Profª. Drª. Patrícia Mendes Calixto (IFSUL)

 

    DATA: 04 de Julho de 2016, às 09hrs

SALA: 4115 – Prédio 4

 

- Victor Bacchetta, Uruguay, ecojornalista e autor  do livro: ARATIRI y otras aventuras;

- Adriana P. Paredes Peñafiel, professora da FURG/SLS e pesquisadora mineração no Peru (Cajamarca);

- Raizza Lopes, Discente PPGEA/FURG, pesquisa a Invisibilidade e resistência a mineração em SJN.

 

DATA: 15 DE JUNHO DE 2016

HORA: 14:30

LOCAL: Auditório 4115, Pav. 4

FURG/Campus Carreiros